O cenário de constantes mudanças no mercado, com diversas novas profissões, principalmente relacionadas à tecnologia exigem que as empresas se adaptem cada vez mais rápido. Neste cenário, a implementação da cultura ágil se torna uma maneira inteligente nessa busca de constante necessidade das empresas se moldarem a cada novo desafio. 

A cultura ágil não diz respeito à rapidez das ações, mas possibilitar melhores resultados nas práticas de uma empresa.

Para entender um pouco mais sobre a cultura ágil, vamos entender o que é o manifesto ágil, que deu origem à este modelo de cultura.

Conheça o manifesto ágil

O manifesto ágil é uma declaração, criada em fevereiro de 2001, no qual constam princípios fundamentais para o desenvolvimento ágil de software. Os criadores deste manifesto listaram os valores principais para que a cultura ágil seja possível:

  • Os indivíduos e suas interações acima de procedimentos e ferramentas;
  • O funcionamento acima de documentação abrangente;
  • A colaboração com o cliente acima da negociação e contrato;
  • A capacidade de resposta a mudanças acima de um plano pré-estabelecido;

Esses princípios foram criados para garantir interações melhores entre os indivíduos e entregas com mais valor percebido pelo cliente.

Esse manifesto foi elaborado pensando apenas em equipes de desenvolvimento de softwares, porém, de 2001 para cá, muita coisa mudou. A tecnologia e as maneiras de trabalhar também vêm evoluindo e os princípios da agilidade extrapolaram a área no qual foram criados. Ou seja, qualquer time pode absorver e aplicar os métodos derivados da cultura ágil para melhorar a qualidade de suas operações.

Vejamos, então, o que cada um dos 4 pilares significa

 

interação entre colegas de trabalho
A interação entre o time é essencial para a cultura de agilidade.

1 – Os indivíduos e suas interações acima de procedimentos e ferramentas

O primeiro pilar dita que se indivíduos envolvidos em qualquer projeto, submetidos à procedimentos e ferramentas que prejudiquem a performance de trabalho, devem questionar as normas impostas. Obviamente regras e procedimentos de qualquer âmbito devem ser respeitadas, porém, a interação entre os envolvidos é mais importante e pode gerar melhores e mais rápidas soluções. Para que este pilar seja possível é extremamente importante ter um time ágil, que possa ser responsável por seus projetos. O time pode ter autonomia, ser auto organizado e capaz de tomar as decisões em grupo acerca do projeto em que está envolvido.

 

qualidade do produto
Priorizar a melhor qualidade do produto faz com que o valor percebido pelo consumidor seja maior.

2 – O funcionamento acima de documentação abrangente

Este pilar sugere que a experiência final do cliente com um bom produto é mais importante que uma documentação completa e detalhada. Deve ser gerado o mínimo necessário de documentação para que todos os envolvidos entendam o projeto. Uma possibilidade para que isso seja possível é “quebrar” em menores partes um grande projeto e realizar as entregas em períodos curtos. Dessa maneira, problemas são identificados e resolvidos de maneira mais organizada e rápida. Ao final essa prática pode resultar em um produto melhor, funcional e que oferece melhor experiência ao consumidor com maior valor percebido.

 

 

Feedback de cliente
Pedir feedback ao cliente durante um projeto evita a rejeição do resultado final.

3 – A colaboração com o cliente acima da negociação e contrato

Soluções criadas em conjunto tem muito mais chance de sucesso ao final do projeto, por isso, este pilar sugere que a conversa com o cliente seja constante para que a satisfação supere as expectativas. Isso não significa ignorar o contrato, mas sim, buscar melhorar a relação com o cliente e, se possível, fazê-lo parte do processo. É importante, portanto, fazer entregas de valor, rapidamente e continuamente, assim o cliente também cria o hábito de dar feedbacks ao longo do processo. Com o retorno do cliente, antes do prazo final, o produto final pode ser corrigido e otimizado, visando, sempre a satisfação do cliente e, claro, a vantagem competitiva.

 

 

identificacao de problemas no projeto
Identificar problemas para reação imediata antes do fim do prazo.

4- A capacidade de resposta a mudanças acima de um plano pré-estabelecido

Um planejamento é importante e ajuda a nortear qualquer projeto, porém, ele não deve ser tratado de maneira rígida, como algo certo de sucesso, cegamente. Este pilar prega que, se forem detectados problemas durante o percurso do projeto, deve-se alterar o plano, ou agregar à ele, adaptando-se a isso. Por isso, é essencial fazer acompanhamentos constantes durante todo o andamento de qualquer desenvolvimento de projeto. A entrega e a expectativa devem estar sempre alinhadas, buscando a melhor qualidade.

 

O que acontece quando a cultura ágil é aplicada?

Veja algumas das vantagens de aplicar os pilares da cultura ágil em sua empresa

  • Transformação do ambiente para que o trabalho em equipe seja natural;
  • Possibilita melhor qualidade do serviço, já que é constante o contato com o cliente em busca de feedbacks;
  • Equipes com mais independência são capazes de resolver as questões com mais rapidez e autonomia, gerando mais produtividade;
  • A qualidade do resultado final acima das expectativas do cliente, já que a conversa sobre o produto é feita ao longo do processo e não apenas na entrega.

 

bons resultados
A implementação da cultura ágil vem acompanhada de melhores resultados.

Mas, lembre-se

A imposição de métodos ao seu time, sem antes agregar isso às práticas diárias, não retornará bons resultados. A agilidade deve ser agregada à cultura de sua empresa, fazer parte dos valores e das metas no dia-a-dia de todos os envolvidos.