Você já deve estar de saco cheio de ficar aí em casa preso, assistindo Friends pela 9384294a vez, farto de olhar pra cara da família enquanto desce pelo feed do instagram. Pois bem, estamos aqui para te ajudar nesse momento difícil, então separamos 5 programas culturais para você fazer aí do seu sofá mesmo, com zero necessidade de sair de casa. Assim você sai dessa quarentena muito mais culto do que entrou, e pode fingir que é intelectual naquelas rodas de conversa do happy hour da firma.

1 – Assista documentários

“Você já assistiu o documentário da Helvetica?” – Se você for designer, já deve ter ouvido essa pergunta. Pois então agora é a hora de finalmente entender do que as pessoas estão falando quando perguntam isso.

newds-helvetica-documentario

“Helvetica” , documentário de 2007 fala sobre, isso mesmo, que chocante! a Helvetica. Aquela fonte que todo mundo usa (mas ninguém compra, né?). Nesse documentário você vai ver com seus próprios olhos como a Helvetica está em todo lugar, seja por seu uso em marcas famosas (como a 3M, American Airlines e Tupperware) ou em usos corriqueiros como em placas de sinalização de metrô.

Mas se você acha que o documentário fala só sobre a beleza da Helvetica, você está enganado(a/e). Ele também aborda o debate de modernistas e pós-modernistas sobre ela, alguns defendendo seu uso e outros argumentando contra. Além disso, o filme também mostra a história por trás da Helvetica e demonstra como por trás de grandes fontes, há grandes type-designers, com grandes histórias sobre as origens das fontes que criaram.

“Helvetica” estreiou em 2007 no festival South by Southwest, e recebeu criticas positivas, tendo sido indicado para o prêmio  “Truer Than Fiction Award” durante o Independent Spirit Awards do ano seguinte. Você pode comprar ou alugar o filme aqui

E durante a quarentena, Gary Hustwut (o diretor do documentário) está disponibilizando todas as terças seus filmes DE GRAÇA (aeeee) para streaming. Você pode acompanhar o filme da semana clicando aqui.

1 – Ouça podcasts

newds-podcasts

Se você não sabe o que são podcasts, já está na hora de saber, porque 2020 sem dúvidas é o ano do podcast. Para quem não está habituado, podcasts são como os programas de rádio, normalmente tem pelo menos duas pessoas discutindo algum assunto. Podcasts podem ser de vários tipos diferentes, e hoje em dia tem muitas opções de podcasts que falam sobre design. Veja nossas recomendações:

Design matters

Criado por Debbie Millman em 2005, este podcast foi o primeiro podcast de design criado. Neste podcast, Debbie MIllman conversa com designers, artistas, músicos, curadores e outros sobre diversos aspectos do mundo criativo. O único aspecto negativo é que não tem no Brasil tá pom? Então só em inglês mesmo. Um dos primeiros podcasts lançados este ano teve como convidada Jessica Hische, da qual falamos aqui nesta matéria: clique aqui.

Você pode ouvir Design matters pelo iTunes e soundcloud, veja mais informações aqui.

Visual+mente

newds-visual+mente-podcast

Um spin-off do AntiCast, o Visual+mente discute tudo do universo do design e das artes visuais, seja cinema, ilustração ou tipografia, com certeza você encontrará um episódio que abrange o que você curte. Você pode ouvir o Visual+mente no Spotify ou no Soundcloud, veja mais informações clicando aqui. 

Frila podcast

newds-frila-podcast

Em cada episódio do Frila podcast, Lucas Gini entrevista um profissional autônomo diferente, seja ele da área de design ou não, para entender como eles lidam com fatores como horários, finanças, etc. Se você tem interesse em entender esse mundo ou quer se arriscar no mundo do freelance, este podcast com certeza é para você.

Você pode ouvir o Frila pelo Spotify, Google podcasts, Apple podcasts e várias outras plataformas. Para saber mais, clique aqui.

3 – Visite museus virtualmente

Em 2020 você pode fazer praticamente tudo virtualmente, e uma das coisas que você pode fazer é visitar um museu. Através do google Maps, você pode entrar em alguns museus e olhar todo o ambiente por dentro.

Para saber quais museus você pode visitar virtualmente, confira nossa seleção na matériaConheça 10 museus para visitar sem sair de casa

4 – Faça um curso online

Nesse tempo que você ganhou, que tal aprender uma coisa nova? O que não falta na internet são cursos online. Se você for designer você pode tentar aprender a usar algum dos programas do pacote Adobe que você nunca usou, já que está pagando o pacote mês a mês, vamos usar 100%! Para isso você pode usar o YouTube, ou plataformas de ensino como o lynda.com ou o skillshare.com. Aliás, neste último, você pode aproveitar a conta para aprender várias outras coisas da área criativa, como costura, fotografia, modelagem 3D e até escrita criativa.

newds-cursos

Se a grana estiver curta, alguns cursos foram disponibilizados gratuitamente para esta quarentena, um exemplo são os cursos da Faber Castell. 

Tem cursos para crianças e também para adultos, então você pode cursá-los você mesmo ou usar essa oportunidade para educar o seu filho(a/e) numa habilidade nova.

5- Compre e leia um ebook

Já se foram os dias em que você precisava sair para comprar um livro se estivesse a fim de ler alguma coisa. Hoje em dia é muito comum ler ebooks, e você pode lê-los no seu dispositivo dedicado (Kindle, Kobo, lev, etc), na sua tablet ou até mesmo no seu celular. Além de não precisar sair de casa, os ebooks também são mais baratos (e sempre tem promoção!) e mais ecológicos, fora que duram para sempre.

newds-lendo-ebook
newds-lendo-ebook

Livros digitais costumam ser mais baratos, mas se não quiser gastar este dinheiro, existem vários livros grátis disponíveis online. Você pode encontrar livros grátis nas lojas da Amazon, Saraiva e várias outras lojas.

Se você não for muito fã de livros, que tal ler uma HQ digital? A JBC tem lançado seus mangás e a Panini seus mangás e quadrinhos em formato digital. Alguns têm suas primeiras edições totalmente grátis pelo site da Amazon.